Novaterra investe em integração para dar agilidade aos projetos de geoinformação

  • São Paulo
  • novembro 12, 2013


Os projetos de geoinformação trabalham com grande volume de informações, coletados em campo podem ser enviados aos sistemas de análise, via arquivos de textos, planilhas ou banco de dados auxiliares. Mas este processo além de moroso, incorrer em retrabalho se não existir automação do processo e a integração entre as tecnologias empregadas. A coleta dos dados quando ocorre manualmente ou por importação, torna o projeto lento e de alto custo.

Como os projetos geralmente são de longa duração e envolvem pessoal de campo, quanto maior a velocidade na disponibilização das informações coletadas, melhor será a sua análise para a tomada de decisões. A automação vem sendo empregada cada vez mais e tem sido melhorada com a evolução das tecnologias e dos meios de transmissão dos dados, principalmente com a melhoria do acesso à Internet em locais afastados. Mas, o maior desafio é garantir a integração com os sistemas utilizados para a coleta dos dados, que podem ser um smartphone, tablets, estações robóticas ou um desktop.

A Novaterra Soluções em Geoinformação, está investindo em uma parceria com a Magic Software para oferecer aos seus clientes uma evolução tecnológica nos seus projetos, necessário para impulsionar a velocidade na execução destes, a partir da criação de um barramento de integração com o seu portfólio de soluções.

“A integração é necessária em diversos tipos de projetos”, reafirma Lúcio Figueiredo Matias, diretor de operações da Novaterra, que destaca a integração também como garantia da qualidade dos projetos executados, dando aos gestores a capacidade para uma visão rápida e abrangente de cada etapa, parte ou localidade do projeto.  Com o Magic xpi já estamos oferecendo esta evolução tecnológica. Nossa meta é ter todos os projetos de geoinformação atualizados nos próximos meses, incluindo os novos contratos e os que estão para ser renovados ou ampliados”, informa o executivo.

O executivo explica que a utilização do Magic xpi elimina muitas dificuldades e uma delas é a conversão das informações de diversos bancos de dados relacionais, para o ambiente do Sistema de Informação Geográfica (SIG) “Ter todas essas informações em um formato específico seria demorado e oneroso, exigindo ainda mais a mudança do modo de operação das empresas. Como o Magic xpi trata todos estes formatos, então é possível fazer a coleta de dados a partir de qualquer base de dados disponível. O resultado é a elevada eficiência da coleta de dados e sua integração ao sistema”, define.

Rodney Repullo, CEO da Magic Software Brasil, comenta que a parceria com a Novaterra é estratégica para os planos da sua companhia no país para os próximo anos. “Percebemos um aumento considerável de projetos que envolvem grande volume de dados, principalmente em geoinformação, com o crescimento dos investimentos por parte das empresas privadas e públicas, autarquias e dos vários órgãos públicos, que estão aliando a análise das informações coletadas em campo para a tomada de decisão e de execução dos processos de negócios. A capacidade elevada do Magic xpi em tratar a integração entre sistemas e processos, com grande volume de dados, dará à Novaterra, a capacidade de dar uma resposta rápida para entrega de seus projetos”, afirma o executivo. “Além disso, a integração com o Magic xpi elimina a necessidade de se investir grandes recursos em equipes para desenvolver uma aplicação específica para cada situação encontrada”, destaca.

Mais informações:

http://www.novaterrageo.com.br

http://www.magicsoftware.com.br

__________________________________

Informações à Imprensa

Wilians Geminiano

+55 11 3493-0116 – 9869-3943

FonteMidiaAmericas

fontemidia@fontemidia.com.br

http://www.fontemidia.com.br